Katie Mcgrath Brasil

Bem vindos ao Katie McGrath Brasil, o primeiro fansite brasileiro dedicado a atriz Irlandesa Katie McGrath. Conhecida por seus trabalhos em várias séries e filmes como "Merlin", "Drácula", "Slasher" e atualmente na série "Supergirl" como "Lena Luthor". Nosso objetivo é trazer notícias e novidades sobre a Katie. Não deixe de confirir nossa galeria e seguir nosso Twitter para mais novidades.
Supergirl: Lena Luthor não é uma Vilã (até agora).

Supergirl: Lena Luthor não é uma Vilã (até agora).

Confira abaixo a entrevista traduzida que Katie McGrath deu para a DC Comics.


Foi o momento que todos os fãs de Supergirl temiam. Após sete episódios alimentando calmamente sua raiva e ressentimento com a Kara, tudo veio a tona no episodio 5.07 “Tremors”, quando Lena Luthor finalmente revelou o que estava sentindo sobre o segredo da Kara. O confronto era inevitável mas não foi menos emocional e chocante por isso, especialmente porque antes disso o episódio havia sido preenchido com toda a amizade entre elas que os fãs tanto amam.

Agora esses momentos fazem parte do passado, com o futuro de Lena parecendo particularmente obscuro. Durante quatro temporadas nós assistimos Lena resistindo a influência de sua família mas ela nunca pareceu tão Luthor quanto agora. “Tremors” terminou com a Lena deixando Kara presa na Fortaleza da Solidão e voltando para Nacional City para trabalhar no Project Non Nocere. Então é isso? Ela irá se tornar oficialmente uma vilã? Embora possa parecer que sim, não é tão simples assim. Ao menos não para Katie McGrath, a mulher talentosa por trás da personagem mais complexa de Supergirl.

“Não, eu não acho que ela seja uma vilã. Ela não está tentando matar ninguém. Ela não tem más intenções. Ela está tentando garantir que ninguém nunca se sinta como ela se sentiu.” Katie responde quando questionamos sobre a possível queda moral de Lena.

E, no entanto, podemos nos apoiar em duas expressões comuns: todos os vilões são heróis de sua própria história e o caminho para o inferno está cheio de boas intenções. Pode ser muito cedo para decidir de que lado Lena acabará ficando, mas o episódio 5.08 “The Wrath of Rama Khan” – o episódio final de Supergirl antes do crossover “Crisis on Infinite Earths” – provavelmente nos dará algumas consideráveis dicas. Para nos preparar e talvez oferecer uma pequena esperança aos fãs de Lena, conversamos com McGrath sobre onde ela vê sua personagem no momento, por que Lena está fazendo as escolhas que ela tem feito e se há alguma maneira de sua amizade com Kara ser reparada.

Lena passou por uma evolução e mudança que a maioria dos personagens de tv não passaram. Como atriz, como tem sido isso?

O que ainda me impressiona sobre Lena e meu envolvimento com Supergirl é que eu só assinei para fazer três episódios. Eles ainda não tinham uma total dimensão do que iriam fazer com Lena. Assim, grande parte disso foi se desenrolando à medida que avançamos e percebendo o quão importante uma Luthor é para uma Super-história. É difícil contar uma Super-história adequada sem um Luthor – tanto que agora eles nos deram um Luthor extra, o que é muito legal da parte deles, obrigada!

O que acho que o mais maravilhoso na maneira em que me envolvi é que, se você me dissesse a dimensão e o peso do que eu estaria carregando e a jornada que Lena iria seguir, acho que não teria sido capaz de aceitar. Eu não poderia ter minha cabeça envolvida em torno disso. Mas por causa de que a cada temporada e a cada episódio foram um passo de cada vez, eu nunca tive que dar um grande salto para ir de onde eu comecei com Lena para onde ela agora na quinta temporada. Era como dar pequenas mordidas em uma maçã e moldá-la.

Eu acho que, para mim, eu ficaria muito intimidada com essa incrível trajetória da personagem de onde eles começaram e tudo o que a está sendo feito através dela. Eu não teria tido a confiança em mim mesma como atriz de poder ter feito jus a isso. Então, esses pequenos passos que tenho dado me mantiveram sã. Eu apenas lido com um episódio de cada vez ao invés de pensar na vasta e surpreendente trajetória que eles deram para a personagem. Você só quer fazer jus. Você só quer fazer o que é certo.

Lena está em um momento decisivo em sua vida agora?

Com certeza. Mas eu não acho que Lena consiga perceber onde ela está e esse é um ponto crucial da sua personagem no momento. Ela está neste precipício mas não acho que ela perceba o quão perigoso é. Eu acho que tudo o que ela está fazendo agora é por pura reação. Ela está lidando com a emoção de descobrir sobre a Kara ser a Supergirl e a para quem mais ela tem mentido. Não há uma grande diferença de tempo entre a quarta e a quinta temporada e Lena está sofrendo com tanta mágoa. No momento, ela não tem a capacidade de ter consciência do que está fazendo e de ver que está em uma posição muito perigosa para si mesma.

Eu acho isso muito interessante do ponto de vista como espectadora e atriz, pois assim podemos entendê-la. É tão perigoso e frágil onde ela está, mas para Lena, ela não tem a menor ideia porque está completamente magoada e tomada por emoções no momento. Eu acho que isso veio à tona no último episódio, porque não há como você ter essa onda de mágoa se ainda não se importasse.

Você vê Lena como uma vilã?

Não. Com certeza eu não. Eu a vejo como uma mulher extremamente magoada que está tentando fazer o possível para controlar a dor que sente. A dor é tão desesperadora pra ela agora porque não é só por ter sido traída pela Kara. Imagine se você acorda uma manhã e percebe que de repente todos secretamente acreditaram secretamente na pior coisa sobre você. Aquilo que você lutou tanto para não ser é o que todos sempre acreditaram e a culpam secretamente. É o seu único medo realizado e foi realizado publicamente. Ela sofre tanto com isso que tudo o que está fazendo agora é apenas tentar controlar essa dor, para que não a dominem.

Então não, eu não acho que ela seja uma vilã. Ela não está tentando machucar ninguém. Ela não vem de um lugar ruim. Ela está tentando garantir que ninguém nunca sinta o ela está sentindo e passando. Ela realmente acredita que está tentando ajudar a humanidade. Ela acredita que vai salvar a todos. Ela não é uma vilã. Toda vez que ela se vê diante de machucar alguém, ela não consegue ir em frente. Então ela ainda é a Lena que todos nós amamos. Ou pelo menos eu espero que vocês amem.

Recentemente vimos Lena derrubar Andrea Rojas e agora Kara. Você acha que isso a deixa super confiante? Eu sinto que ela está subestimando o Leviatã.

Eu acho que agora ela está tão envolvida em seu plano que não consegue ver o perigo que está perto dela (perigo de quem ela potencialmente pode estar se tornando e perigo do Leviatã ou de qualquer pessoa ao seu redor). Ela está tão focada em tornar o mundo um lugar melhor que eu acho que você está certo, não acho que ela possa ver completamente o perigo que a rodeia. Eu acho que há um pequeno elemento de autoconfiança e arrogância pois ela acredita que é extremamente capaz disso. Quero dizer, neste momento, temos que perceber que Lena acredita que ela é a salvadora da humanidade e, com isso, haverá uma certa quantidade de arrogância. Como não ter? Ela está meio ‘Quantas vezes eu já salvei o mundo?’. Ela está se sentindo bem com sua capacidade de salvá-lo novamente e isso a deixa um pouco cega.

Eu acho que é bom vermos esse lado dela.

Eu acho que os melhores personagens são os que são falhos. Eles são falíveis. É muito difícil interpretar alguém que é sempre bom, sempre certo e sempre diz a coisa certa. Nós, como humanos, não somos assim. Acho que simpatizamos com personagens que cometem erros. É isso que Lena tem de tão bom agora: ela é vulnerável e humana.

Você mencionou o Luthor extra anteriormente. Como foi atuar ao lado de Jon Cryer na última temporada?

Não há uma cena que Jon Cryer não pegue e eleve de comum para sublime. Acho que foi um trabalho difícil para ele assumir Lex Luthor. É um papel difícil. Eu não acho que as pessoas acreditavam nele tanto quanto ele merecia mas ele aceitou e surpreendeu a todos.

O cara é um gênio. É uma aula de mestre estar em cena com ele. Ele me faz uma Lena melhor. 100%. Ter um Lex vivo na sua frente e ter um ator do calibre do Jon Cryer interpretando me faz ser uma Lena melhor. Serei eternamente grata a ele por isso.

Além disso, ele é um cara muito legal! E ele é um grande fã da DC também. Ele é tão apaixonado pelo o que está fazendo que isso te faz lembrar de que isso é realmente algo importante e temos muita sorte de estarmos fazendo. Quando você está fazendo mais de vinte episódios e já está cansado, você meio que esquece disso. Então Jon entra tão apaixonado e envolvido, e ele é o Jon Cryer e você fica tipo ‘Ah sim! Isso é algo importante”.

O próximo ‘Crisis’ afetará Lena de alguma forma?

Posso dizer que estou em “Crisis”, isso ajuda? É o que posso te dizer. Vou deixar você assistir para ver como será. Mas você não tem como fazer parte de “Crisis” e não ter algum impacto. Digo, é a crise nas terras infinitas. Isso terá um efeito.

Existe alguma maneira do relacionamento de Kara e Lena ser reparado neste momento? Essa amizade está pronta?

Temos que acreditar que pode ser reparado sim. Acho que mais do que tudo, o episódio do domingo passado (5.07) mostrou que Lena ainda se importa e que Kara ainda se importa. Nós sabemos que a Kara sabe porque ela diz isso, mas não tem como Lena estar tão chateada e destruída se ela ainda não se importasse com Kara. Entende o que eu quero dizer? Ser tão transparente, emocional e aberta? Aquilo é um grito de socorro. É alguém gritando para ser ajudada. Mostrando tanta emoção e tanta vulnerabilidade. Você não faz isso a menos que não queira que a outra pessoa o ajude. É um pedido desesperado de ajuda. Eu acho que é como Lena está sobre sua amizade com Kara. Ela está fingindo que está com toda essa raiva mas, na verdade, ela está pura mágoa. E toda essa dor é porque ela ainda se importa com Kara.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *